WG | PROJETO ONDAS

O PROJETO ONDAS

No ano de 1999 Jojó de Olivença renunciou à carreira internacional e começou um novo projeto, que havia planejado a partir de 1998: Projeto Escola de surf.
Assim partiu em busca de parceiros. Inicialmente, partilhou a idéia com o Professor de renome no município de Guarujá, Sr. Denis, comentando o projeto com um jovem empresário do município, Roberto Roman, proprietário do Delphin Hotel, que imediatamente abraçou a causa.
No verão de 1999 as atividades foram iniciadas com uma estrutura de praia muito atraente; de encher os olhos dos turistas, e com uma proposta de que surf se aprende na escola; de forma rápida, segura e divertida.
No entanto, Guarujá é uma cidade típica de verão e logo passou a euforia desta atividade inicial, pois a cidade, como de costume ficou vazia. Os turistas se foram e com eles nossa esperança de continuar dar aulas de surf de forma regular.
O que seria feito com toda esta estrutura? Então, Jojó se propôs dar aulas de surf de forma gratuita para algumas crianças da cidade.
Mas como? Só havia a estrutura e nada de capital. A solução mais viável seria o trabalho voluntário. Estas atividades foram iniciadas com equipe formada por Jojó, Prof. Denis e outros quatro instrutores.
Inicialmente eram 20 crianças entre oito e doze anos, oriundos do Projeto Gira-sol, do Fundo Social de Solidariedade de Guarujá. A proposta de cidadania para estas crianças superou a expectativa desta equipe nos primeiros semestres. Felizes com o resultado, as idéias começaram a fluir e percebeu-se que as crianças precisavam de algo mais, além de aulas de surf.
Neste momento, iniciou-se a busca por recursos financeiros para uma estrutura fixa, mantendo uma equipe e oferecendo mais às crianças. O apoio conseguido era escasso limitando este trabalho a informalidade, levando o sonho e a alegria das crianças por água abaixo. Devido a isso a estrutura foi reduzida no ano de 2002.
Inconformados, foi iniciada uma nova empreitada, onde a proposta de trabalho foi revisada, juntamente com seus valores e objetivos. Uma das iniciativas de Jojó, foi estreitar relações com a iniciativa privada, buscando parcerias, o que ocorreu no ano de 2003 a 2005.
Finalmente, em 2006 foram fechadas as primeiras parcerias com os seguintes empresas:
Sr. João Luiz (Overboard – surf shop/lojas);
Sr. Edmilson Benzoni (WG – surf wear/confecção);
Sr. Marcos Skatena e Sr Jeferson (Pipeline – pranchas de surf);
Delphin Hotel;
Deste momento em diante Jojó de Olivença reiniciou um novo trabalho, desta vez, formalizada como Organização Não Governamental:
“PROJETO ONDAS – SURF & CIDADANIA.”.

MISSÃO

Missão
Em 1999 o surfista Jojó de Olivença renunciou à carreira internacional e começou um projeto, que havia idealizado em 1998: Projeto Escola de Surf.
Quem é Jojó de Olivença?
Jocélio de Jesus, ou Jojó de Olivença Ipiaú, BA, 20 de julho de 1967, como tornou-se conhecido, é um surfista brasileiro e bi-campeão brasileiro neste esporte pela ABRASP – Associação Brasileira de Surf Profissional. Seu nome deriva da praia de Olivença ao sul de Ilhéus onde começou a praticar o surfe.
Jojó encerrou sua carreira em 2008, competindo na categoria Grand Masters e dirige a ONG “Projeto Ondas, Surf & Cidadania”, criada por ele e voltada para o atendimento de criança menos favorecidas.

Títulos
– Bi-Campeão brasileiro de surfe 1988 e 1992
– Top 16 do mundo 1993 a 1998
– Melhor desportista do ano 2007
– Campeão paulista profissional 1993
– Campeão baiano
– Medalha de bronze mundial master 2008.